Blog

Alguns pacientes apresentam crises convulsivas sempre iniciadas no mesmo local quando observamos eletroencefalogramas seriados. Para tais pacientes convém a tratativa de se afastar eventuais malformações do cérebro que poderiam estar causando aqueles fenômenos.

Tais eventos são de grande importância porque muitas vezes o exame convencional de ressonância magnética vai se dispor na normalidade sendo necessário um exame de ressonância mais detalhado e pontual para a região de interesse para achar tais malformações. Dentre os princípios de tratamento o início de terapêutica será sempre com a utilização de drogas anti-convulsivantes com eventuais modificações ao longo do tratamento.

Mas neste cenário de epilepsia focal, e a depender da demanda de medicação necessária para o controle das crises, pode se propor tratamento operatório visando a retirada daquela lesão (lesionectomia) e melhor controle de crises com eventuais reduções de medicamentos. Lesões mais extensas de tamanho ou de maior complexidade poderiam ser eventualmente tratadas com cirurgias maiores como as hemisferotomias (desconexões competa dos hemisférios), calosotomias (desconexões de grande parte dos hemisférios cerebrais), dentro outras. Raramente pode-se considerar estimuladores VNS.

Hospitais cadastrados