Blog

A hidrocefalia representa uma doença no qual há o acúmulo de líquor no componente intracraniano podendo ser ter diversas etiologias.

O tratamento para a grande maioria das vezes é o implante de um cateter de derivação ventrículo-peritoneal (DVP), ou seja, um caninho que leva líquido da cabeça para dentro do abdome tratando assim a hidrocefalia.Assim como todo sistema hidráulico este caninho pode apresentar diferentes tipos de problemas.

Dentre estas complicações existe a rotura/quebra do cateter ao longo do corpinho da criança. Tal complicação é mais comumente na região do pescoço e sua apresentação clínica é a de formação de um abaulamento geralmente depressível ao longo do trajeto da DVP. Este abaulamento tem suas dimensões com grande variabilidade sendo maior quando a criança esta ativa, gritando, chorando e menor quando a criança está em repouso e tranquila.

Algumas vezes a pele ao redor pode ficar um pouco mais vermelhinha e eventualmente a pele pode apresentar um pertuito pelo qual sai um líquido claro, neste caso trata-se de uma emergência devendo procurar o hospital.

A fratura/quebra do cateter também pode desencadear um mal funcionamento agudo do sistema com clínica de mal funcionamento da DVP como cefaleia, náuseas, vômitos, perda de controle de crises convulsivas, sonolência excessiva.

Caso se depare com isto procure um neurocirurgião pediátrico.Podemos ajudar.

hidrocefalia fratura cateter

Hospitais cadastrados