Blog

Os cavernomas representam pequenos aglomerados de artérias/arteríolas/vênulas e veias malformadas em um aglomerado compacto entremeado com um estroma formando o que chamamos de cavernomas.

 malformacoes vasculares cavernomas

Representam as chamadas anomalias ocultas do sistema vascular chamadas uma vez que não aparecerem normalmente nos exames de angiografia cerebral. Podem ter comportamento familiar e geralmente se apresentam ao diagnóstico como múltiplos cavernomas. Não tem predominância por sexo ou idade sendo eventualmente achado de exame radiológico.

A apresentação clínica de um cavernoma segue três padrões principais:

  1. Crise convulsiva;
  2. Sangramento intracraniano;
  3. Efeito de massa local.

Os cavernomas em geral apresentam na sua periferia um halo de degradação de hemoglobina chamado de hemosiderina sendo em parte atribuído a este componente a ocorrência de crises convulsivas. As crises podem se apresentar como crises focais simples, complexas ou até crises generalizadas tônico-clônicas. Outras vezes, por se tratar de um aglomerado de vasos sanguíneos malformados, um destes pode apresentar um sangramento peri-lesional causando um hematoma intracerebral de dimensões e sintomas a depender do seu tamanho e localização.

Neste contexto as lesões que se situam em uma particular localização chamada de fossa posterior têm uma tendência maior de sangramento e de ocorrência principalmente na faixa etária pediátrica. Por fim o cavernoma em si pode evoluir com aumento progressivo de suas dimensões causando um efeito de compressão sobre o parênquima cerebral adjacente levando a sintomas de perda de funcionamento desta área e consequentemente algum déficit focal neurológico como por exemplo perda de força localizada, perda de visão, dentre outros.

O diagnóstico é iminentemente radiológico com achado de lesão heterogênea arredondada com sinais de sangramento em diferentes fases em seu interior à ressonância magnética e ausência de correspondência ao exame de angiografia.

O tratamento é bastante controverso, principalmente no que tange os cavernomas múltiplos e de característica familiar. Classicamente as maiores indicações de cirurgia são os cavernomas que apresentaram sangramento prévio; epilepsia secundária comprovada em eletroencefalograma com área epileptiforme compatível e decisão pessoal. Para os cavernomas múltiplos de origem familiar o uso de propranolol também se mostra eficaz no tratamento devendo ser sempre proposta à estas famílias.

Venha tirar as suas dúvidas!

Hospitais cadastrados