Blog

O cérebro, por apresentar diferentes áreas dom funções neurológicas específicas, algumas vezes pode ser acessado através de estímulos externos de modo a mapear a localização de uma determinada função. A técnica de mapeamento cortical por estimulação magnética transcraniana (TMS) representa uma forma de se realizar tal mapeamento.

Nesta modalidade o paciente necessita de um exame de ressonância magnética com preparação específica para neuronavegação (GPS cerebral) através da qual será realizada as marcações da funções. O paciente então senta em uma poltrona confortável que permita a exposição da cabeça e coloca-se uma touca de pano específica.

A partir daí inicia-se uma sessão demorada, por vezes mais de uma sessão, de realização de estímulos magnéticos junto da cabeça com diferentes intensidades e localizações de forma a se tentar mapear a localização da(s) função(ões) específicas e marcar as mesmas no exame de ressonância. Note que tal mapeamento não é realizado para se localizar todas as funções do cérebro.

Esta técnica diz respeito a se mapear algo de interesse do cirurgião durante a programação de uma cirurgia e armazenar tais informações da função neurológica junto da área a anatômica da ressonância. O intuito é o de se aproximar mais da união localização (anatomia) e função neurológica visando resultamos mais preciso e seguros durante cirurgia de risco de sequela neurológica. 

Converse com seu cirurgião e venha nos conhecer. Podemos ajudar.

Hospitais cadastrados