Blog

Como apontado anteriormente em outro texto existem diversos tipos de válvulas de hidrocefalia e sendo as mais comumente usadas atualmente as válvulas programáveis. Mas o que seria e como funciona uma válvula programável?

Como esperado cada paciente representa um indivíduo único com uma demanda específica de drenagem de líquido craniano. Com a alteração da idade, especialmente em crianças, esta necessidade de drenagem de líquido também pode se alterar com o passar da idade do paciente sendo necessário o ajuste eventual da quantidade de drenagem de líquido céfalo raquidiano (líquor). As válvulas programáveis, neste contexto, representam uma das possibilidades de se ajustar individualmente a demanda do sistema. Vou mostrar aqui para você um dos modelos de válvula programável disponível no mercado. 

Inicialmente apresento uma foto esquemática de uma válvula da carteirinha de um paciente. Nesta imagem podemos identificar que existem diversos valores de pressão sendo assim delineado: quanto maior o valor da pressão menor a drenagem de líquido e vice versa. Vocês podem perceber que existem alguns pontinhos na lateral do sistema sendo 1 pontinho 30; 2 pontinhos 110 e 3 pontinhos 200 de forma auxiliar a leitura da drenagem - serve como um escala. dentro da válvula existem também 2 quadradinhos através do qual se imagina uma linha ligando os dois e a intersecção desta linha com a escala marca a pressão do sistema. 

valvula5

 

Agora alguns exemplos:

1- Pressão do sistema em 30 - ou seja drenando muito. 

valvula3

 

2- Pressão do sistema em 200 - ou seja sem drenar quase nada

valvula1

 

3- Pressão do sistema em 50 - ou seja drenando pouco mais que a média do sistema

valvula2

 

4- Pegadinha - para vocês aprenderem que as vezes a imagem está invertida e a é sempre importante achar a escala dos pontinhos antes de se fazer a leitura. Neste caso a escala está à esquerda da imagem. 

valvula4

Hospitais cadastrados